Torneios Leiteiros

Sabemos que o melhor sistema para se avaliar a produtividade de uma cabra leiteira não são os torneios leiteiros e sim um controle leiteiro oficial, mas na falta do controle leiteiro, a única maneira que dispomos para se revelar uma cabra leiteira são os torneios leiteiros, pois lá, embora a cabra esteja submetida a um regime no qual o alimento sempre é em excesso, quem tem genética é revelada e quem não tem fica pra trás, como pode se ver nos “ranking” de cada torneio, que informamos abaixo, desde 1998, época em que os eventos desta natureza se organizaram.

Um torneio leiteiro propicia revelar que uma cabra leiteira tem que mostrar no balde e não na beleza sua genética e é um palco importante para integração de criadores, tratadores, clientes e potenciais criadores. É também o momento que melhor se conhece sobre alimentação da cabra e assim , funcionando como um campeonato de Fórmula 1, vai deixar conhecimentos que podem aplicar no dia-a-dia, da mesma forma que a indústria automobilística o faz.

O torneio leiteiro e, sem sombra de dúvida, uma importante vitrina, onde o criador pode revelar seus animais de ponta, com divulgação automática, propiciando um “marketing”, que vai levar a qualidade genética dos animais premiados para vários recantos de interessados na caprinocultura.

O Rancho das Cabras iniciou suas atividades em 1985, mas começou a inscrever suas cabras em torneios leiteiros em 1998 e, salvo no primeiro ano, em nenhum evento que participou deixou de trazer um prêmio, tendo conquistado 35 premiações, nos diversos municípios onde se realizaram torneios leiteiros de cabras.

Seus principais destaques foram os seguintes, onde as cabras abaixo conquistaram os principais prêmios dos torneios em que participaram:
  • BÁRBARA DE POÇOS DE CALDAS
    Campeã Cabrita
    (primeira cria) em Resende, RJ, no ano 2001, com a expressiva produção diária de 7,452 quilos de leite de média. Ela produziu mais leite do que todas de sua categoria e também da 2ª em diante da catgoria Cabra Jovem.
    Com esta marca, ela se inseriu no “ranking” das cabras mais produtivas do país, em todos os tempos, em torneios leiteiros oficiais, conquistando a posição de 3º lugar e, hoje, 5 anos após, ela se encontra na 4ª posição.
    A Bárbara tinha, na ocasião 145 dias de parida, ou seja, 100 dias após o pico normal, que varia entre o 30º e o 60º dia após o parto. Ela produziu na lactação em tela a expressiva marca de 1.540 quilos de leite, em 300 dias (lactação da primeira cria).A Bárbara conquistou mais 4 prêmios, além do constante acima.

  • AMAZONAS DE POÇOS DE CALDAS
    Campeã Caba Jovem
    (2º cria) em Resende, RJ, no ano 2001, com a expressiva produção diária de 8,384 quilos de leite de média.
    Com esta marca, ela se inseriu no “ranking” das cabras mais produtivas do país, em todos os tempos, em torneios leiteiros oficiais, conquistando a posição de 3º lugar, onde se encontra até hoje.
    Reservada Grande Campeã na 21ª Exposição Nacional de Caprinos, ocorrida em Resende, RJ, no ano de 2002, onde, ao conquistar o 2º prêmio da categoria Cabra Adulta, produziu a média diária de 8,936 quilos de leite, tendo atingido, num dos dias do torneio, a produção de 9,205 quilos de leite.
    Reservada Grande Campeã no torneio de São João da Boa Vista, Sp, em 2003.
    Grande Campeã no torneio de em Muriaé, MG em 2003, quando conquistou o 1º prêmio da Categoria Cabra adulta, ao produzir a média diária de 10,142 quilos de leite.
    Esta premiação lhe conferiu a 7ª posição no “ranking” nacional, em todos os tempos. Temos hoje, no mundo, segundo informações disponíveis na internet, 12 cabras que ultrapassaram a média diária de 10 quilos de leite por dia, sendo que 8 estão no Brasil e 1 está no Rancho das Cabras, em Poços de Caldas, MG. A Amazonas conquistou mais 6 prêmios, além dos constantes acima.

  • MARCELA DE POÇOS DE CALDAS
    Reservada Grande Campeã
    no torneio leiteiro de cabras de Itapira, SP, em 2001, com produção média de 8,740 quilos de leite e 9,095 num dos dias do torneio.
    A Marcela está posicionada no 21º lugar no “ranking“ nacional. Ela conquistou mais 5 premiações.

  • BELADONA DE POÇOS DE CALDAS
    Reservada Grande Campeã
    no torneio leiteiro de Muriaé, MG, em 2003, com a média diária de 9,515 quilos de leite, conquistando assim a 12º posição no “ranking” nacional. A Beladona produziu no dia anterior ao torneio acima a expressiva marca de 10,200 quilos de leite.
    Campeã do torneio leiteiro de Vieiras, MG, em 2003.
    Grande Campeã do torneio leiteiro de Divino, MG, em 2005, com a produção diária de 8,135 quilos de leite.
    A Beladona conquistou mais 4 premiações.

  • CALDAS DE POÇOS DE CALDAS
    Grande Campeã
    do torneio leiteiro de Resende, de 2005, além de mais uma premiação na Exposição de Jacarei, SP, quando conquistou um 1º prêmio de categoria, em pista, com juiz norteamericano, que a destacou, com referências elogiosas.

  • ELIZABETH DE POÇOS DE CALDAS
    Campeã
    da Categoria Cabra Jovem no torneio leiteiro de Resende, RJ de 2005.
contato@ranchodascabras.com.br - Telefone: (32) 9160-2058
RANCHO DAS CABRAS - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS